Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > ACESF notifica para destinação dos restos mortais em jazigos conjugados
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

ACESF notifica para destinação dos restos mortais em jazigos conjugados

Listagem com 139 nomes dos sepultados no Cemitério Jardim da Saudade foi publicada no Jornal Oficial nº 3.721

  • Escrito por Juliana Gonçalves
  • Criado: Sexta, 15 de Fevereiro de 2019, 11h48

A Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (ACESF) está convocando familiares de pessoas que foram sepultadas nos jazigos conjugados do Cemitério Jardim da Saudade. Os conjugados são jazigos temporários, com prazo de três anos para adultos e um ano e seis meses em se tratando de menores de seis anos, para as famílias providenciarem uma destinação definitiva. Na quarta-feira (13), a Acesf publicou o Edital nº 06/2019, com os nomes das pessoas sepultadas nos conjugados, e cujo prazo provisório já encerrou.

O objetivo é que as famílias ou demais interessados procurem a autarquia, informando qual procedimento deverá ser aplicado para os restos mortais dos sepultados. A medida atende ao Código de Posturas do Município, Lei nº 11.468/2011, que cita, nos artigos 314 e 316, como são outorgadas as concessões de uso temporário e perpétuo, e suas durações.

A listagem contendo os 139 nomes das pessoas sepultadas nos jazigos conjugados do Jardim da Saudade foi publicada na edição nº 3.721 do Jornal Oficial do Município. A íntegra do documento pode ser conferida na página inicial do Portal da Prefeitura, pelo link www.londrina.pr.gov.br .

Segundo a diretora técnica da Acesf, Elen Lucy Piccinin, os familiares das pessoas listadas devem comparecer na Divisão de Cemitérios, que fica na sede do órgão, para preencher o requerimento de destinação. “Por meio dessa notificação, a Acesf espera ser informada qual o procedimento deverá tomar com esses restos mortais. Dentre as opções, estão transferir para o jazigo da família, seja em cemitério municipal ou não, cremação, ou até mesmo encaminhar ao ossuário do Município”, explicou.

Elen destacou que, encerrado o prazo estabelecido para ocupação do jazigo conjugado, se não houver manifestação à Acesf para outra destinação, os restos mortais que ali estiverem serão exumados pela autarquia, e encaminhados diretamente ao ossuário municipal. “Com a publicação do edital, teve início um novo prazo, de 30 dias corridos, para essa manifestação, por parte da família ou demais interessados”, ressaltou.

Foto: Arquivo

registrado em:
Fim do conteúdo da página