Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Acesf notifica famílias interessadas em fazer a transferência de restos mortais
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Acesf notifica famílias interessadas em fazer a transferência de restos mortais

Solicitação deve ser feita ao órgão em até 30 dias, após a publicação do Edital nº 15/2018; lista está disponível no www.londrina.pr.gov.br

  • Escrito por Renan Oliveira
  • Publicado: Terça, 17 de Julho de 2018, 17h39

 

A Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf) está notificando as pessoas interessadas em realizar o traslado de restos mortais de familiares cujos prazos de permanência em área de conjugado já venceram. Aqueles que desejarem solicitar o serviço terão 30 dias para fazer o requerimento de transferência junto à Acesf, a partir da publicação do Edital nº 15/2018, divulgado nesta terça-feira (17) no Jornal Oficial do Município, edição nº 3.567. O edital está disponível no endereço www.londrina.pr.gov.br. A notificação ocorre em conformidade com as disposições da Lei 11.468, de 2011.
De acordo com informações da Diretoria Técnica da Acesf, o prazo final para solicitação da transferência será até o dia 16 de agosto de 2018. Após a data, caso não seja registrado o pedido, a Acesf fará a exumação e levará os restos mortais para sepultamento em ossário.
Para fazer o pedido do serviço, os interessados devem comparecer à sede administrativa da Acesf, na Divisão de Cemitérios, de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas, na Avenida Juscelino Kubitscheck, 2.948. É necessário que o requerente seja familiar próximo da pessoa falecida, de preferência com parentesco consanguíneo, e fica obrigatória a apresentação da certidão de óbito. Para mais informações o telefone é 3372-7881.
Ao solicitar o traslado, os familiares poderão optar por levar os restos mortais para outro cemitério, caso possua um jazigo, e até mesmo para outra cidade.
No momento em que se opta pelo serviço de aluguel de espaço conjugado, as famílias já são informadas que, ao final do período de validade, que é de três anos, será necessário, caso haja interesse, transferir os restos mortais. Caso contrário, estes serão exumados e sepultados em ossário.

registrado em:
Fim do conteúdo da página